11.12

2013

Campanha do Governo sobre prostitutas gera polêmica

Postado por

O dia 2 de junho ficou instituído como o Dia Internacional das Prostitutas. Aproveitando a oportunidade, o Ministério da Saúde lançou nas redes sociais uma campanha para promover o uso da camisinha e o respeito a todas as pessoas que viraram profissionais do sexo.

Numa iniciativa ousada, entre as peças e vídeos que compõem a campanha, uma imagem divulgada pelo Governo Federal contém a frase: “Eu sou feliz sendo prostituta” e gerou polêmica. A frase é atribuída à Nilce Machado, identificada como moradora de Porto Alegre.

Porém, nesta terça-feira, o ministro da saúde Alexandre Padilha voltou atrás e a página do Ministério no Twitter, não exibe mais a peça feita para as redes sociais “Enquanto eu for ministro, não acho que seja uma mensagem a ser passada pelo Ministério da Saúde”, afirmou Padilha para a Folha.com. Os vídeos, entretanto, não foram retirados do Youtube até o momento.

Essa não é a primeira polêmica envolvendo iniciativas do Ministério da Saúde em 2013. Em março, o órgão suspendeu a distribuição de materiais de uma campanha com mensagens anti-homofobia e de incentivo ao uso da camisinha.

Veja também o vídeo da campanha:

Fonte: AD News

Compartilhe:
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter